O Senhor Juracy usou a Tribuna Popular da Câmara de Macaúbas para fazer um apelo sobre a necessidade de um quebra-molas em Lagoa da Pedra

Ele citou que recentemente perdeu seu irmão, vítima de acidente na região

Na última Sessão da Câmara Municipal de Macaúbas/BA, que foi realizada na quinta-feira (28 de abril) o senhor Juracy Oliveira Sousa usou a tribuna popular para falar sobre a colocação de um quebra–molas. Ele relatou a necessidade de se fazer isso, dentro do Povoado de Lagoa da Pedra, Zona Rural do município.

O morador daquela localidade foi até a Casa do Poder Legislativo fazer um apelo e mostrar o pedido de todos os residentes do lugar. “Inclusive eu, devido vários acidentes que vem ocorrendo naquela localidade, a decorrer dos anos, inclusive o mais recente que veio a falecer o meu irmão Marcelo de Oliveira Sousa, que era o agente de saúde”.

Juracy aproveitou para prestar homenagem ao seu irmão, que era muito conhecido na região. “Muito mais que um agente, foi aquela pessoa que desde criança se dedicou a vida ali, naquele povoado, se empenhando, articulando as famílias, foi o primeiro Coordenador daquela comunidade, aos 15 anos de idade”.

Apesar de bem jovem, Marcelo era dedicado e sempre organizava projetos para desenvolver a comunidade. “Assim que criou a comunidade, foi criado por ele a Pastoral da Juventude, onde ele assumiu por vários tempos, com o seu dinamismo, sua palavra de fé e esperança, pode fazer com que aquelas pessoas se tornassem mais humanas e mais aconchegantes umas com as outras”.

Ainda tristes e inconsolados com a perda tão repentina do rapaz, os moradores buscam uma solução para o trânsito da comunidade. “Diante de tudo isso que aconteceu e vem acontecendo, eu vim aqui fazer esse apelo, esse nosso pedido, para solicitar a mesa dessa casa a interferência, junto ao Governo do Estado da Bahia e a Secretaria de Infraestrutura, para que seja construído um quebra-molas, naquelas imediações da nossa comunidade”.

Por isso, ele foi até a Câmara para pedir também o apoio do Legislativo nesse pedido. “Pedimos aqui o apoio de todos os senhores que dê essa força para a comunidade, para fazer com que nenhuma outra pessoa seja vítima, assim como aconteceu com as demais pessoas”.

Antes de finalizar, Juracy explicou um pouco mais da necessidade de se ter um quebra-molas na localidade. “Creio que todos conhecem lá, sabem que às vezes têm poucas casas perto, mas ali é um ponto que da acesso a várias comunidades, por um lado além de Lagoa da Pedra e Sítio, tem Rancharia e Caraíbas. Por outro lado, tem a Comunidade de Curral Novo, Lagoa do Dourado, Riachão Daniel, Riachão dos Pimentas, Lagoa Funda, dentre outras. São pessoas que estão transitando ali todos os dias”.

Para ele, centenas de pessoas que usam a via diariamente para trafegar. “São centenas de pessoas que passam ali toda semana, além das pessoas que vêm trabalhar aqui em Macaúbas, que vão para outras cidades, transporte escolar com crianças e adolescentes”.

Ele conclui que, por esse e outros motivos, existe uma grande necessidade do Governo do Estado olhar com carinho o apelo da comunidade. “Então, por esses motivos pedimos que seja encaminhado o nosso abaixo-assinado”.

Ao finalizar, ele citou também o caso da localidade de Malhadinha, um pouco depois de Lagoa da Pedra, que também é cortada pela rodovia estadual. “Assim como em Malhadinha tem um quebra-molas, que têm evitado diversos acidentes, sou testemunha disso, por que eu trabalho lá e sempre vejo crianças, adolescentes, pessoas adultas, idosos passando lá e muitas delas não foram atingidas porque existe um quebra-moles lá e através dele faça com que os motoristas reduzam a velocidade, ao passar por aquele povoado”.

Ainda deu tempo ele citar o fato da região não ter quase nenhum quebra-molas na rodovia, ao contrário do sentido inverso da via. “Se a gente sair daqui para Boquira/BA, vamos encontrar vários quebra-molas, diferentemente daqui sentido a Caturama/BA, o único que tem é lá no Povoado de Malhadinha”.

Por: João de Jesus / Fotos: Ascom Câmara Municipal de Macaúbas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print
Share on email