Macaúbas: Jovem compra um celular, pela internet, paga pelo PIX e logo percebe que o site era falso; Prejuízo foi de mais de R$ 800,00

Ele percebeu que após a compra, não tinha como rastrear o aparelho

Um morador de Macaúbas/BA, que preferiu não se identificar, relatou que foi vítima de um golpe. O ato foi cometido através da internet.

Segundo ele, ao entrar nos aplicativos de busca, procurou por um aparelho celular. Houve muitas opções de compra, porém um chamava bem mais a atenção do internauta.

O jovem informa que o valor do produto era mais acessível, do que outros que apareciam na tela. Vendo a descrição do celular, por um preço bom e o site dando uma impressão que era algo de confiança, ele resolveu fazer a compra.

Devido aparecer “Venda Atacadista” e com a bandeira “Extra”, o rapaz acreditou que era confiável.

“Como eu já tinha comprado no site da Extra e tinha recebido o produto normalmente, acreditei que estava tudo ok”, diz ele.

Ao finalizar a compra, ele viu a opção de pagamento em PIX. Logo em seguida foi descrito o número para enviar o dinheiro. E assim ele fez.

“Usei o meu aplicativo do Banco do Brasil e realizei, de forma instantânea, a transação bancária”, informa ele.

Após isso que ele começou a desconfiar que se tratava de um golpe.

“Achei estranho não aparecer o rastreio. Tinha colocado os dados para entrega, tudo certinho, mas não apareceu a opção para olhar se o produto estava saindo da loja ou não”, conta ele, dizendo que logo começou a entrar em desespero.

Em seguida, ele enviou um e-mail, para o contato que estava descrito no site, mas a correspondência não foi enviada.

Mesmo assim, como era no fim de semana, ele esperou até segunda-feira para entrar em contato pelo número de atendimento. O contato também aparecia na página virtual.

Ao fazer isso, no primeiro dia útil, após o fato, teve a certeza de que era um golpe.

“Liguei no número e quem me atendeu relatou que se tratava de uma empresa de serviços, entre outros. Falavam que nunca tinham vendido nada”, relata o jovem.

Com isso, ele foi informado que não era o único a cair nesse problema.

“A atendente disse que já faziam uns dias, na qual eles recebiam ligações informando sobre casos parecido. Segundo ela, já estavam tomando as providências para tirar o número da empresa deles, desse site falso”, disse ele.

O jovem ainda tentou, de todas as formas possíveis, recuperar o valor, através do próprio banco.

“Fiz todo o procedimento de contestação de lançamento, liguei várias vezes para o Banco do Brasil. Eles me atenderam bem, fizeram a ocorrência, mas recebi já a resposta que não tem como mais recuperar o valor”, conta muito triste ele.

O Processo de Contestação foi concluído, em questão de 1 dia, com resultado desfavorável.

“A análise do processo foi concluída e considerada desfavorável ao ressarcimento do valor contestado”, é o que informa a nota do banco, para esse caso.

O jovem informa que o valor pago foi mais de R$ 800,00 reais. Segundo ele, infelizmente terá que seguir a vida mesmo assim, mas deixa um alerta importante a todos que compram pela internet.

“Prefiram sempre fazer pagamento via boleto, pois há uma possibilidade a mais de saber se é ou não golpe. Eu sempre vinha fazendo assim, porém neste caso vacilei, não sei onde estava com a mente de pagar via PIX, talvez queria que o celular chegasse logo e arrependo. Se fosse no boleto, notaria logo que não tinha rastreio, então não realizaria o pagamento, já PIX é imediato”, conclui ele.

Apesar disso, o jovem relata que não irá mais buscar uma solução pelo caso e nem registrar um boletim de ocorrência na Delegacia.

“Que Deus dê a recompensa a cada um e que isso sirva de lição”, finaliza o jovem.

Por: João de Jesus / Foto: Divulgação na internet

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print
Share on email