Macaúbas: Joe Kallif destaca a sua luta pelo Saneamento Básico de qualidade, com a Associação Baiana de Engenharia Ambiental

Bate-papo foi veiculado pela ABENA

O ativista Joe Kallif participou de um bate-papo com a Associação Baiana de Engenharia Ambiental (ABENA) e destacou a importância da implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico em Macaúbas/BA.

Ele, que realiza suas atividades com ênfase em esgotamento sanitário, disse que tudo começou com o trabalho feito no estado de São Paulo. “Em 2008, após décadas de abandono, percebi que o Córrego Guaçu, em Embu das Artes, SP, onde eu e meus irmãos brincávamos, tinha sido totalmente poluído”, relatou Joe.

Dessa forma, o ativista teve a ideia de começar um processo de despoluição “por meio de conscientização das três comunidades daquela microbacia”, completa ele.

Com isso, “a Sabesp (empresa de água e esgoto de SP) providenciou uma ‘rede aérea’ de esgoto, às margens do córrego (devido à soleira negativa), sendo que as comunidades envolvidas passaram a entender a importância da erradicação do esgoto a céu aberto”, destacou feliz Kallif.

Devido ao sucesso lá, ele resolveu trazer o método para Macaúbas. “Encorajado pelo sucesso da despoluição do Córrego Guaçu, resolvi aplicar minhas experiências em Macaúbas, Bahia, cidade onde nasceu meu pai, o ex-combatente da Segunda Guerra, Sr. Manoel Defensor”, informou Joe.

Porém, até chegar no Plano sendo construído, o ativista teve muito trabalho, é o que conta para a ABENA.

No final de 2009, iniciei o meu maior desafio: a conscientização da sociedade macaubense sobre a importância do saneamento básico, com ênfase em esgotamento sanitário. Escolhi a Tribuna da Câmara de Vereadores para dar início ao ambicioso plano. Porém, a rejeição foi alta. Afinal, um “forasteiro” pregando “métodos higiênicos” era, no mínimo, muito incômodo. Usei de todos os artifícios para chamar atenção do povo: promoção de Audiência Pública; idas às rádios; idas às repartições públicas de Salvador (SEDUR e SIHS), encontros com deputados, ida a Lisboa (protesto), ida à Avenida Paulista (protesto) etc…

Com todo esse trabalho, ele passou a ficar bem conhecido na cidade e seu nome ligado a causa. “Joe Kallif passou a ser sinônimo de saneamento básico”, disse ele.

O ativista ainda relatou a Associação que não foi fácil e muitos compreenderam de outra forma, no início. “Houve muitos “nãos” em forma de “ele é um louco”; “ele quer se aproveitar e virar político”; “ele não tem condições de trazer esse benefício”; “ele é um fanfarrão”, relata Joe.

Mas, ainda assim, o ativista teve ajuda e conseguiu muitos avanços. “Tive ajuda de um primo, advogado, Tarcísio Sant’Ana. Passados 12 anos, conseguimos avanços significativos: Criar o Conselho Municipal de Saneamento Básico de Macaúbas (2019)”, completa ele.

De acordo com Joe, um grande resultado também foi o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), mas ele garante que ainda não é tudo. “De nada adianta um PMSB no papel. Necessitamos de visibilidade para atingir nosso objetivo”, lembra Kallif.

Ao final do bate-papo com a ABENA, ele deixou uma mensagem. “Perdoe-me a minha modéstia, mas não é para qualquer um promover uma revolução do saneamento básico. Todos merecem um meio ambiente equilibrado e higienizado, em especial nosso guerreiro povo baiano”, finaliza Joe Kallif.

Ele já concedeu uma entrevista exclusiva, nos estúdios da Macaúbas FM, falando sobre o saneamento básico. Confira aqui:

Por: João de Jesus / Foto: @abena_bahia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print
Share on email