Ivete Sangalo critica falta de vacinas no país e chacina no RJ ao falar sobre Paulo Gustavo em live

Ivete Sangalo fez a sua live de Dia das Mães, neste domingo (9), que teve muita música, mas também um momento de emoção e indignação da artista. Ao falar sobre a perda do humorista Paulo Gustavo, vítima da Covid-19, a cantora criticou a forma como o país está sendo governado, em diferentes esferas.

“Essa semana eu perdi um amigo muito especial muito querido. Eu amo muito Paulo Gustavo. Perdemos a presença dele. Ele fez a gente muito feliz, ele levou alegria para os nossos dias, mas o maior propósito foi aproximar uma nação inteira em um sentimento que invade a casa de muitos de nós, a dor da perda”, homenageou.

“Não se pode pensar nos filhos de alguém como número, isso não dá, é muita falta de respeito. A pátria mãe Brasil perde muitos filhos em descasos, em chacinas e sem vacinas. Eu me pergunto o que poderia ser mais impactante do que milhares de vidas perdidas. Quanto mais de tudo isso vai precisar acontecer para que haja gestos de responsabilidade e empatia? De uma vez por todas, não é favor, é direito de cada um de nós. Eu acredito no Brasil que aplaude e ri fervorosamente com seu ídolo Paulo Gustavo, eu acredito num Brasil da arte, da cultura, do esporte, do trabalho e do progresso. Eu acredito em um país da maior floresta tropical do mundo. E eu acredito, acima de tudo, em um país de gente decente e inteligente”, completou Ivete.

( Fonte: R7 . Com )

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print
Share on email