Após meses de espera, foi iniciada a obra de instalação da energia elétrica no Conjunto Habitacional Minha Casa Minha Vida, em Macaúbas

Ao finalizar a implantação da energia e realização da vistoria, os beneficiários irão receber as chaves das casas.

Iniciadas em 2018, as casas populares do Programa Minha Casa Minha Vida, em Macaúbas/BA, com o financiamento da Caixa Econômica Federal, ainda não foram entregues. Nesta terça-feira (13 de julho) começou a implantação dos postes, por parte da Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia (COELBA), para que a rede elétrica chegue até as moradias. Esse que era um dos últimos passos para conclusão da obra. 210 famílias irão ter o direito de financiar a residência, através desse projeto.
Após finalizar a instalação da energia elétrica e a vistoria, a CAIXA e a Associação Solidárias Unidas (ASSUNI) – empresa responsável pela obra e acompanhamento técnico social do projeto – irão divulgar a data de entrega das casas aos beneficiários.
De acordo com o Secretário Municipal de Obras e Infraestrutura, Roni Defensor, a Gestão Municipal irá fazer a pavimentação da via que dá acesso ao Conjunto Habitacional, que atualmente é uma estrada de terra: “vamos fazer a pavimentação que liga da UPA até aqui à frente das casas”, afirmou ele, num vídeo divulgado nas redes sociais.
Segundo a Presidente da Associação de Moradores Cidade Nova, Karina Ricardo, a Coelba estabeleceu um prazo para terminar a obra de instalação da energia: “até 30 de julho, é um cronograma deles. Têm duas equipes trabalhando aqui, caso chegue próximo ao dia e eles veem que a parte externa vai demorar mais um pouco para terminar, a Coelba se prontificou a enviar mais uma equipe”, contou ela.
Ainda de acordo com Karina, uma outra empreitada irá ser feita para concluir a instalação da energia para dentro das casas: “agora é a parte da energia externa, aí depois que concluir, vai vim uma outra equipe para cuidar da parte de ligação de energia para dentro das casas”, esclareceu a representante dos beneficiários.
Para finalizar, ela destacou a importância do esforço de toda Associação, para tentar flexibilizar a conclusão do projeto: “hoje já é uma conquista para a gente, depois de tantas lutas que nós tivemos, (…) de termos entrado na justiça, apelos nas redes sociais, finalmente a obra de energia elétrica começou aqui no Projeto Minha Casa, Minha Vida”, concluiu.
A representante dos beneficiários chegou a buscar apoio da sociedade em geral, por meios digitais, no intuito de cobrar da Coelba a realização do serviço. Além disso, outras medidas legais foram tomadas, para que o direito ao financiamento ocorresse o mais rápido possível.
Reportagem: João de Jesus
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on print
Share on email