Categorias
Geral

Auxílio Emergencial começará a ser pago no dia 16 de abril

O governo confirmou na sexta-feira, 26, que os beneficiários do Bolsa Família começam a receber a nova rodada do auxílio emergencial em 16 de abril, seguindo o calendário próprio do programa. A previsão consta em portaria publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU). Os demais públicos, que são os integrantes do Cadastro Único de programas sociais que não recebem o Bolsa e os cadastrados pelo site ou aplicativo da Caixa, terão calendário específico. Segundo apurou o Estadão/Broadcast, a intenção é que o calendário desses grupos preveja o início dos pagamentos para antes de 16 de abril. O governo publicou também o decreto que regulamenta o pagamento da nova rodada do auxílio emergencial a vulneráveis. Além de reiterar os critérios de concessão do benefício, o ato reforça a proibição à realização de novos pedidos do benefício por quem estava empregado até julho de 2020, quando o cadastro foi encerrado, mas foi demitido recentemente. Apenas os elegíveis em dezembro de 2020 receberão a ajuda. “Os trabalhadores não elegíveis para o recebimento no mês de dezembro de 2020 não poderão solicitar, por qualquer meio, o auxílio emergencial 2021”, diz o decreto, também publicado em edição extra do DOU. Na nova rodada, apenas uma pessoa por família poderá receber o auxílio, que tem valores de R$ 150 para famílias de uma só pessoa, R$ 250 para famílias com mais de um integrante e R$ 375 para mães que são as únicas provedoras do lar, pagos em quatro parcelas mensais.

( Fonte: Achei Sudoeste )

Categorias
Geral

Rio do Pires: Enfermeira não vacina idosa da forma correta, gera repercussão estadual, foi afastada do cargo, julgada por algumas pessoas e assume o erro ao pedir desculpas

Nesta quinta (25) o nome de Rio do Pires foi destaque estadual, pelo fato de uma profissional da saúde não ter vacinado uma idosa da forma correta. O imunizante era contra a Covid-19 e o caso aconteceu na Comunidade de Contagem, Zona Rural do município. A Prefeitura Municipal determinou imediato afastamento da técnica em enfermagem, além da abertura de um processo administrativo disciplinar, bem como a alocação de uma equipe até a residência da mulher que tinha que ser vacinada, para então receber a vacina e consertar o imprevisto. O caso gerou polêmica, devido muitas pessoas terem feito julgamentos, em redes sociais, contra a jovem. Dessa forma, ela gravou um vídeo e esclareceu sua posição, pedindo desculpas pelo ocorrido.

Confira o caso:

Na quarta (24), uma idosa foi ser vacinada na Comunidade de Contagem, território de Rio do Pires – BA. A profissional de saúde responsável pela aplicação acabou não aplicando da forma correta, pois apenas introduziu a agulha no braço da mulher e não injetou o líquido, como visto num vídeo divulgado em redes sociais:

Após ser gravado o acontecido, algumas pessoas buscaram providências perante ao caso. Dessa forma, a Prefeitura Municipal de Rio do Pires tomou conhecimento do caso, através dos meios virtuais, e divulgou uma nota, esclarecendo que iria adotar algumas medidas. Entre as posições citadas, o deslocamento de uma equipe para a realização da imunização da idosa e o imediato afastamento da servidora vista em vídeo.

Após isso, a senhora foi vacinada, por uma outra pessoa, nesta quinta (25).

O caso gerou grande repercussão e o nome de Rio do Pires passou a ser veiculado em vários locais pela Bahia, bem mais que qualquer manifestação do povo da cidade quando buscou uma rodovia BA-152 de qualidade. Via esta que sofreu por diversos anos com a quantidade de buracos, o que impossibilitou o trânsito apropriado aos usuários residentes do município riopirense e os seus visitantes. Apenas no dia 18 de fevereiro de 2021 que a Secretaria de Infraestrutura da Bahia anunciou a pavimentação do local.

O Governador Rui Costa, inclusive, comentou o caso envolvendo a profissional de saúde de Rio do Pires, em uma conversa com Casemiro Neto, na TV Aratu:

Depois de toda repercussão e julgamentos contra a técnica em enfermagem, feito por parte de algumas pessoas, ela gravou um vídeo e esclareceu o acontecido, bem como pediu desculpas:

A nossa reportagem tentou contato direto com o Secretário de Saúde de Rio do Pires, bem como com a enfermeira citada, mas não houve retorno, até o momento.

( Fonte: João de jesus )

Categorias
Geral

Brasil cria 260 mil vagas com carteira assinada em janeiro

A economia brasileira gerou 260.353 empregos com carteira assinada em janeiro deste ano, informou nesta terça-feira (16) o Ministério da Economia. É o melhor resultado para janeiro de toda a série histórica, que tem início em 1992, ou seja, em 30 anos. Até então, a maior geração de empregos formais, para meses de janeiro, havia sido registrada em 2010 (+181.419 vagas). De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em janeiro deste ano foram contratados 1.527.083 trabalhadores formais e demitidos 1.266.730. Portanto, houve 260.353 contratações a mais do que demissões. O resultado positivo ocorre em meio à pandemia de Covid-19 e ao aumento no número de contaminados e de mortes provocadas pela doença, que também tem gerado reflexos negativos na economia.

( Fonte: Achei Sudoeste )

Categorias
Geral

Novo auxílio ficará entre R$ 175 e R$ 375, diz Paulo Guedes

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta segunda-feira (8) que a nova rodada do auxílio emergencial contemplará valores entre R$ 175 e R$ 375, dependendo da composição das famílias beneficiadas. Ainda, segundo ele, o valor médio será de R$ 250. A PEC emergencial, que viabiliza a retomada do auxílio emergencial, foi aprovada na semana passada pelo Senado Federal, mas ainda passará pela Câmara dos Deputados. A expectativa do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), é a de que o texto seja aprovado na próxima quarta-feira (10), se houver acordo. “Esse é um valor médio [R$ 250], porque, se for uma família monoparental, dirigida por uma mulher, aí já é R$ 375. Se tiver um homem sozinho, já é R$ 175. Se for o casal, os dois, aí já são R$ 250. Isso é o Ministério da Cidadania, nós só fornecemos os parâmetros básicos, mas a decisão da amplitude é com o Ministério da Cidadania”, declarou Guedes em entrevista no Palácio do Planalto. Guedes disse ainda que para “reduzir a pobreza e a miséria no Brasil” é necessário “botar o dinheiro onde está o mais pobre e não nos intermediários”. “Se nós quisermos reduzir a pobreza e a miséria no Brasil, você tem que dar o dinheiro direto para os mais desfavorecidos, para os mais pobres que é o que a gente fez, que é a filosofia lá atrás do bolsa escola, bolsa família. Agora, o auxílio emergencial acabou seguindo também uma linha semelhante que é botar o dinheiro onde está o mais pobre e não nos intermediários”, afirmou o ministro.

(Fonte: Achei Sudoeste)