As investigações da PF (Polícia Federal) apontam que Walter Delgatti, suspeito de ter hackeado aplicativos de mensagens de autoridades brasileiras, teria acesso a contatos de personalidades famosas, como o narrador esportivo Galvão Bueno e o ministro da Educação, Abraham Weintraub. As informações são do jornal O Globo. 

Dentre os contatos, Delgatti teria telefones da cúpula das Forças Armadas, como ministro do GSI (Gabinete de Segurança Nacional), General Heleno, e o vice-presidente, Hamilton Mourão.

Ainda não se sabe se o hacker tinha os contatos ou invadiu as contas destas pessoas.  Até o momento, algumas das autoridades que foram hackeadas são o presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e os ministros Sergio Moro e Paulo Guedes