A temporada de festas juninas, que tradicionalmente se estende para o mês de julho, já está chegando ao fim. Ainda assim, o DJ MAM arma o arraial em EP de remixes que aporta nas plataformas a partir da próxima sexta-feira, 26 de julho, via Sotaque Carregado, selo do próprio artista.

MAM é o nome artístico do DJ, produtor musical e compositor carioca Marco Aurélio Marinho. Na pista desde 2002, MAM aposta na popularidade de Alceu Valença para promover o EP Arraiá remix.

O artista pernambucano figura na reciclagem de Anunciação (Alceu Valença, 1983) em fonograma que também conta com Rodrigo Sha. A música ganhou batidas de house, funk e trap no remix assinado pelo DJ e produtor carioca Ruxell, um dos nomes que estão por trás da confecção dos repertórios de artistas como Iza e Pabllo Vittar.

 

Às dos sopros, Carlos Malta tem a música mais conhecida da produção autoral do instrumentista como compositor – Tupyzinho, tema lançado pelo músico há 20 anos no álbum Carlos Malta e Pife Muderno (1999) – remixada por MAM em versão eletrônica-jazzística que embute toques de reggaetaon, pagodão baiano e house.

MAM também reformata no EP Arraiá remix outra música gravada por Malta no álbum com o Pife Muderno.

 

Trata-se de O canto da ema (Alventino Cavalcanti, Aires Viana e João do Vale, 1956), composição rebobinada no EP em remix de Lucio K feito com pegada de eletro latino a partir do canto de Marcelo Mimoso, ator que protagonizou musical de teatro sobre Luiz Gonzaga (1912 – 1989). O remix de O canto da ema embute letra incidental escrita por Mimoso com DJ MAM.